Aumento de mamas é a segunda cirurgia estética mais procurada no Brasil

Imagem retirada de http://www.dicasdemulher.com.br/cirurgias-plasticas-de-mama-como-escolher-a-ideal/
Imagem retirada de http://www.dicasdemulher.com.br/cirurgias-plasticas-de-mama-como-escolher-a-ideal/

Apesar da popularidade, ainda existem muitas dúvidas em relação ao procedimento. Tão importante quanto pesquisar sobre a cirurgia em si e a recuperação, é se informar sobre os aspectos de qualidade e segurança das próteses de silicone.

O Brasil é o segundo país que mais realiza cirurgias plásticas, atrás apenas dos Estados Unidos[1]. Em 2014, último dado divulgado pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS, na sigla em inglês), foram 1,34 milhão de procedimentos, representando 13,9% de todas as cirurgias plásticas realizadas no mundo¹.

A lipoaspiração e a cirurgia de aumento das mamas são as mais procuradas¹. Para se ter uma ideia, em 2014, foram realizadas 185 mil cirurgias de mamoplastia de aumento¹ no país.
Apesar da grande popularidade, ainda existem muitas dúvidas e desinformação sobre o tema. Como escolher o formato da prótese, o tipo de incisão, os cuidados no pós-operatório e os aspectos de qualidade e segurança das próteses de silicone são apenas algumas das questões que rondam a cabeça das mulheres que têm interesse em fazer a cirurgia.

Os motivos que levam as mulheres a optar pelo procedimento são diversos, entre eles: se sentir mais bonita, tornar o corpo mais proporcional, mudar o formato ou recuperar a forma da mama após a amamentação ou igualar mamas assimétricas.

Independentemente da razão, o importante é estar bem informada para tomar a decisão com segurança. Afinal, não há beleza que valha colocar a saúde em risco. “A paciente precisa estar ciente que ela irá colocar uma prótese dentro de seu corpo. Qualidade, procedência do produto, atendimento pós-cirúrgico e certificado de garantia para troca são alguns dos aspectos relacionados à segurança que precisam ser discutidos”, alerta Dra. Elizabeth Brenda Smialowski, cirurgiã plástica.

Tão importante quanto pesquisar e entender sobre a cirurgia em si e o processo de recuperação, é fundamental se informar sobre as características dos implantes. Isso porque as próteses de silicone não são todas iguais. Dependendo do material e dos processos de fabricação, elas apresentam variações no formato, na texturização e na coesividade - que é a capacidade de as moléculas do gel de silicone se manterem unidas, sem escorrer.

As próteses com superfície texturizada, por exemplo, têm menor risco de rotação e reduzem a ocorrência de complicações como a formação da contratura capsular, que é quando o corpo produz uma capa fibrosa que envolve o implante e pode levar a dores e deformação estética da prótese.

Outro ponto importante é a aprovação dos órgãos regulatórios. A paciente deve estar atenta e optar somente por implantes que tenham a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), além de agências internacionais como a americana FDA. Mas não deve parar por aí. “Ela deve navegar pelos sites das fabricantes para conhecer e tirar suas dúvidas. É importante conhecer a procedência da prótese, o material utilizado e até o processo de produção. Além disso, vale a pena procurar por notícias, recalls e decisões de órgãos reguladores. Segurança e qualidade são fundamentais para sua confiança e saúde”, alerta do Diretor Médico do Johnson & Johnson Medical Innovation Institute, Abner Lobão.

Silicone Seguro
Pensando em oferecer informações e conteúdos que ajudem as mulheres nesse momento de decisão, a Johnson & Johnson Medical Devices Brasil, por meio da sua marca Mentor, lança o site Silicone Seguro (www.siliconeseguro.com).

Nele estão explicações sobre as próteses de silicone e aspectos de extrema importância para a realização de uma cirurgia com segurança para toda a vida. Para isso, o site conta com três sessões para as pacientes. Em uma delas é possível refletir sobre aquelas dúvidas mais íntimas, em um papo consigo mesma. Em outra, esclarecer o que está na cabeça de todas as mulheres, em uma conversa de amiga para amiga, por fim, entender os aspectos mais importantes da cirurgia e que pedem uma conversa profunda e aberta com o médico especialista.

Além disso, o site traz ainda um quiz para medir o conhecimento sobre o assunto e combater mitos relacionados, depoimentos e cards que podem ser compartilhados com as amigas de forma eletrônica.

Sobre a Mentor
A Mentor é a principal fornecedora de produtos médicos para o mercado global de medicina estética. A empresa desenvolve, fabrica e comercializa produtos inovadores para procedimentos médicos cirúrgicos e não cirúrgicos que permitem aos pacientes manter uma aparência mais jovem e melhorar sua qualidade de vida. No Brasil, os produtos da Mentor são comercializados pela Johnson & Johnson Medical Devices, uma divisão da Johnson & Johnson do Brasil Indústria e Comércio de Produtos para Saúde Ltda.

Sobre a Johnson & Johnson Medical Devices
Contribuindo significativamente para a evolução das cirurgias por mais de um século, a Johnson & Johnson Medical Devices trabalha para alcançar cada vez mais pacientes e melhorar mais vidas. O grupo representa o mais completo negócio de tecnologia cirúrgica e soluções de especialidades no mundo, oferecendo uma amplitude de portfólio, serviços, programas e pesquisa e desenvolvimento sem precedentes, dirigidos ao avanço do cuidado com os pacientes e a entrega de valor clínico e econômico aos sistemas de saúde em todo o mundo.

Fonte: MaxPress