Cuidados Gerais Pós-operatório

Pós-operatório imediato

Você permanecerá na sala de recuperação por algumas horas e depois será encaminhada para o quarto de internação. Neste período é importante o acompanhante estar ciente que você ainda pode apresentar os efeitos dos sedativos e anestésicos aplicados durante a cirurgia. Você terá intervalos de sonolência, sentirá mais frio que o acompanhante, ás vezes tremores e também enjôo ou vômitos.

É importante que o acompanhante não tome atitudes precipitadas, sempre chame a enfermeira caso tenha alguma dúvida ou caso a paciente apresente algum sintoma que queira relatar. Não alterar a posição da cama sem autorização.

Levantando da cama no hospital

O momento de levantar será autorizado pelo cirurgião através das enfermeiras. Algum desconforto nas costas estará presente devido ao longo período deitado na mesma posição. Quando for se levantar pela primeira vez após a cirurgia poderá sentir tonturas, deite imediatamente se for de forte intensidade. Estando em pé e sem tontura você deve caminhar alguns metros pelo quarto ou corredor.

 

 

Cuidados e curativos após a cirurgia

A maioria das cirurgias plásticas em geral não é dolorida, é compreensível que haja desconforto. Analgésicos, antiinflamatórios e relaxante muscular podem ajudar nos primeiros dias, para tanto siga os aconselhamentos da receita.

Nos dois primeiros dias é comum o curativo ou a roupa de cama mancharem de "sangue", pois em toda cirurgia é injetado soro e este drenará pelas incisões ou orifícios cirúrgicos.

O repouso e os cuidados necessários para cada cirurgia são informados durante a consulta e retornos ou na hora da alta do Hospital. Podemos resumir em dez os cuidados comuns a todas as cirurgias para a primeira semana após a cirurgia:

  1. As fitas de micropore que cobrem as incisões podem ser molhadas durante o banho de ducha após 24 hs da cirurgia, mas não ensaboe as fitas adesivas. Secar com toalha e secador a região dos cortes. É proibido o banho de imersão (banheira, piscina) nos primeiros 15 dias.
  2. As fitas não devem ser retiradas até o primeiro retorno, salvo orientações diferentes do cirurgião.
  3. Não passe nada nas fitas (mercúrio, rifocina ou nenhum outro produto).
  4. Quando liberado a retirada das fitas, lavar as cicatrizes com sabonete líquido antisséptico (soapex) e gazes, esfregando suavemente no sentido da cicatriz, enxaguar com água corrente, secar com gazes.
    Nas áreas já cicatrizadas e secas, lavar e cobrir com fitas de micropores de 2/2 dias até 15 dias use somente fita da marca micropore da 3M, encontrada em qualquer farmácia)
    Nas áreas que não estiverem completamente secas, lavar diariamente e aplicar pomada de Nebacetim ou similar todos os dias, cobrir com gazes e micropores
  5. Programe drenagens linfáticas (quando indicadas) para iniciar entre 3 a 5 dias após a cirurgia. Solicite indicações de profissionais capacitados às nossas secretárias.
  6. Tome a medicação conforme prescrita. Os medicamentos podem ser substituídos por medicamentos genéricos.
  7. Qualquer suporte profissional referente á cirurgia deve ser orientado pelo seu cirurgião, portanto é proibido seguir orientações de outros profissionais ou qualquer outra pessoa antes da alta do consultório.
  8. Febre ( temperatura acima de 38 graus), diarréia, mal estar, falta de ar ou qualquer alteração de saúde deve ser comunicado ao consultório ou procurar um serviço de emergência.
  9. Nunca esqueça que a evolução de cada paciente é muito individual. Tipo de pele, alergias a pontos e a cicatrização são individuais e podem encurtar ou prorrogar a evolução pós operatória.

Uso de malhas pós cirúrgicas

Quando indicado, usar malha elástica constantemente por um período de 30 dias. Retirar a malha apenas para tomar banho ou para lavá-la ou se solicitado pelo cirurgião.

Alimentação após as cirurgias

Nos primeiros 3 dias alimente-se de forma fracionada (pequenas porções em varias vezes), evitar bebidas alcoólicas ou gaseificadas, e alimentos de digestão difícil. Ingerir muito líquido (água de côco, água filtrada, sucos), frutas, verduras e legumes, ajudando no funcionamento intestinal que normalmente é mais lento neste período e também na hidratação do corpo fundamental para a circulação.