A alimentação certa no pós-operatório da cirurgia plástica

Imagem: lyulkamazur, de envatoelements
Imagem: lyulkamazur, de envatoelements

A alimentação no pós-operatório de uma cirurgia plástica é tão importante quanto o medicamento. No geral, todas os pacientes devem optar por uma boa hidratação e comidas leves para que o organismo dedique sua energia a regeneração dos tecidos, e não na digestão.

Outro fator que merece atenção são os alimentos ricos em proteínas, cicatrizantes e vitamina C, que fortalecem o sistema imunológico e protegem o corpo contra doenças neste período em que está mais fragilizado.
 
Algumas frutas como a laranja, melancia e o abacaxi, além de manterem o corpo bem hidratado, pois são ricas em água, deixam a pele mais elástica e a cicatriz com uma aparência mais bonita. Alimentos ricos em proteínas, como carnes magras, ovos, peixes, leite e seus derivados também ajudam na produção dos fatores da cicatriz, auxiliando na formação de tecido que será necessário para fechar a ferida.
 
Alimentos ricos em ômega 3, como os peixes e sementes de chia, reduzem a inflamação. Para diminuir a hemorragia e ajudar na coagulação os aliados são os alimentos ricos em vitamina K, como brócolis, aspargo e espinafre. Fígado, gema de ovo, grão-de-bico, ervilha e lentilha são ricos em ferro e auxiliam a manter as células do sangue saudáveis, que são importantes para levar os nutrientes ao local da ferida. Cenoura, tomate, manga e beterraba possuem vitamina A e evitam a inflamação da pele. Sementes de girassol, avelã ou amendoim melhoram a qualidade da pele formada, pois possuem vitamina E.
 
Enquanto os alimentos que citei acima são aliados no pós-operatório, outros devem ser evitados, principalmente enquanto o paciente ainda estiver com os pontos pois atrapalham a cicatrização. Açúcar em pó, mel, melaço de cana, refrigerante, balas, chocolate, sorvete, biscoitos, recheados ou não, leite achocolatado, compotas com açúcar e carnes gordurosas como carne de porco, salsicha, linguiça e bacon, prejudicam a cicatrização porque o açúcar e a gordura industrializada aumentam a inflamação no organismo e dificultam a circulação do sangue, que é essencial para que os nutrientes cheguem à ferida para cicatrizar o tecido.

Seguindo estas dicas de alimentação o seu pós-operatório será mais saudável e com menos chances de complicações.  
 
Devemos sempre tratar o paciente como um todo, pois somente assim teremos os melhores resultados e redução ao máximos dos risco per e pós operatório.

fonte: Portal UAI, escrita pelo Dr. Alexandre Meira

TIRE SUAS DÚVIDAS

(16) 9 9797-4006 - para agendar consulta

(16) 9 9753-9139 - para tirar dúvidas

Whatsapp