A importância da fisioterapia dermato funcional no pós-operatório de cirugia plástica

Imagem retirada de https://www.portalaz.com.br/blog/saude-de-az/377154/a-importancia-da-fisioterapia-dermato-funcional-no-pos-operatorio-de-cirugi
Imagem retirada de https://www.portalaz.com.br/blog/saude-de-az/377154/a-importancia-da-fisioterapia-dermato-funcional-no-pos-operatorio-de-cirugi

Brasileiros recebem prêmio da mais importante publicação de cirurgia plástica do mundo - See more at: http://www.24horasnews.com.br/noticias/ver/brasileiros-recebem-premio-da-mais-importante-publicacao-de-cirurgia-plastica-do-mundo.html#sthash.nsyRiWWr.dpufUma pessoa que é submetida a uma cirurgia plástica é porque sua saúde está em perfeitas condições! Com a cirurgia, o corpo passa por uma série de intervenções que lesam os tecidos, principalmente cutâneo e adiposo, e é neste ponto que a fisioterapia entra com o objetivo de reabilitar o tecido que foi lesionado. O pós-operatório requer um protocolo mais cauteloso de acordo com cada etapa do processo de recuperação, que deve ser respeitado; caso contrário, os resultados serão comprometidos.

Nos primeiros 5 dias, deve-se respeitar o processo de cicatrização e não realizar técnicas manuais sobre a área operada, inclusive drenagem linfática manual. Este período contempla a inflamação aguda além de que o colágeno está se formando e ainda é muito frágil; portanto qualquer movimento, ainda que leve, pode romper essas fibrilas e prolongar o processo de reparação, gerando uma lesão em cima de um tecido que está lesado e em cicatrização; além disso, a manipulação precoce demais pode predispor à formação de seroma.

A desobstrução ganglionar da drenagem linfática manual é muito bem-vinda durante os primeiros dias e deve ser realizada, em especial, na região retroclavicular, axilar e inguinal. Pode ser feito também o uso de equipamentos como ultra som, carboxterapia, radiofrequência dentre outros, lembrando que devemos avaliar pra saber a necessidade de cada paciente em relação ao uso desse equipamento. Esses equipamentos contribuem para acelerar o processo de reparação e prevenir as fibroses, melhorar aparências de fribroses instaladas, sabendo que é umas das complicações mais comuns na cirurgia plástica, principalmente na lipoaspiração.


A partir do 1º mês de cirurgia, prevalece o remodelamento do colágeno, ou seja, o corpo vai buscar um equilíbrio entre sua síntese e degradação; que leva em torno de 6 a 8 meses e, em cirurgias mais extensas, pode chegar a 18 meses. O tratamento certamente não vai durar todo este tempo, mas deve ser realizado de 3 a 4 vezes por semana no Pós-operatório recente e 2 a 3 vezes por semana no Pós-operatório tardio, por aproximadamente 1,5 a 3 meses. Se necessário pode ser introduzir outros tratamentos como radiofrequência e carboxiterapia que contribuem para tratar as fibroses, melhorar a perfusão da pele e manter os resultados da cirurgia plástica.


Ressalta-se que o tratamento pós-operatório deve ser iniciado mediante autorização do cirurgião plástico. A comunicação e interação com este profissional é de extrema importância para a recuperação do paciente.

fonte: Portal A-Z, escirta por L

TIRE SUAS DÚVIDAS

Fone: 16 3632-5534

Whatsapp: 16 9 9797-4006 - para agendar consulta

WhatsApp: 16 9 9605-4085 - para tirar dúvidas

Whatsapp