Beleza com segurança: dicas para quem busca procedimentos estéticos

Imagem retirada de https://revistamarieclaire.globo.com/Beleza/noticia/2015/06/especialistas-respondem-perguntas-sobre-pele-e-cirurgia-plastica.html
Imagem retirada de https://revistamarieclaire.globo.com/Beleza/noticia/2015/06/especialistas-respondem-perguntas-sobre-pele-e-cirurgia-plastica.html

Independentemente do objetivo, alguns cuidados são importantes quando se opta por uma intervenção. Medidas que, se tomadas, podem evitar desde aborrecimentos simples a complicações mais graves ou até fatais, como a morte de uma bancária de 46 anos, no mês passado, após bioplastia no glúteo feita por um médico sem registro no Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro.

A bioplastia é uma técnica sem cortes, que visa dar volume ou acertar os contornos do bumbum ou outras partes do corpo, por meio do preenchimento com material sintético.

Diálogo
Pacientes que desejam fazer intervenções estéticas devem conversar com um médico de confiança para descobrir qual a mais adequada. Cirurgias plásticas não são milagre, são tratamentos médicos. Trazem grandes benefícios, mas nós precisamos esclarecer o paciente. Não se pode fazer tipo uma venda, fantasiando o produto para conquistar a pessoa.

No caso do glúteo, há opções melhores do que o preenchimento feito com polimetilmetacrilato (PMMA). Há, por exemplo, o enxerto de gordura, popularmente conhecido como lipoescultura, onde se faz uma lipoaspiração. A gordura é retirada de uma parte do corpo e injetada na região glútea. Esse enxerto não dá tanto volume. Há a prótese de silicone, que é semelhante à implantada nos seios, mas feita com um produto projetado justamente para promover o aumento no glúteo.

Esclarecimentos
A bioplastia é um procedimento permitido, desde que seja feita dentro dos padrões de segurança e com orientação do médico. O importante é o paciente escolher o produto correto e saber as vantagens, que são poucas, e os riscos. E, claro, fazer a cirurgia em ambiente adequado, bloco cirúrgico, onde possa ser socorrido em caso de eventualidade.

Reforça-se a necessidade de conferir se o produto usado no preenchimento tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e se o médico está cadastrado no Conselho Regional de Medicina (CRM).

fonte: Hoje em Dia

TIRE SUAS DÚVIDAS

Fone: 16 3632-5534

Whatsapp: 16 9 9797-4006 - para agendar consulta

WhatsApp: 16 9 9605-4085 - para tirar dúvidas

Whatsapp