Blefaroplastia: a cirurgia plástica que auxilia no rejuvenescimento facial

Imagem: Bigstock
Imagem: Bigstock

Com o passar do tempo, a pele tem a tendência de ficar mais flácida. Essa condição é decorrente de uma diminuição da tonicidade, sendo o sedentarismo e a má alimentação seus principais agravantes.

Isso acontece em várias partes do corpo, inclusive, na área localizada ao redor dos olhos, onde ficam as pálpebras, acentuando algumas bolsas de gordura. O paciente, nesses casos, fica com um aspecto de cansaço ou de envelhecimento, o que pode causar problemas na autoestima.

Muitas vezes, a flacidez é considerada apenas uma questão estética, entretanto, esse incômodo constante pode se transformar em problemas mais sérios. Um deles é quando o campo visual fica prejudicado pelo excesso de pele da pálpebra que cai em cima dos olhos.

Apesar de ser realizada em uma região sensível, a cirurgia é considerada rápida e tem duração de cerca de 90 minutos, utilizando apenas anestesia local e sedação.

Os exames recomendados previamente devem ser feitos após a avaliação e indicação corretas da cirurgia, explicando ao paciente os prós e contras, deixando claro os benefícios e as complicações que, embora pouco frequentes, poderão acontecer.

Após o procedimento, é muito importante seguir as recomendações médicas para que o resultado seja o esperado. Algumas delas serão citadas abaixo a fim de esclarecer as principais dúvidas relacionadas aos cuidados pós-operatórios.

- Fazer compressas frias para amenizar o inchaço nas primeiras 24-48 horas. Geralmente, após três dias, já começa a ocorrer uma melhora desse aspecto;
- Por precaução, dormir com a cabeça elevada por 10 a 15 dias;
- Dormir de barriga para cima por duas semanas, depois disso, pode ficar na posição de lado;
- Evitar massagear, coçar e qualquer manipulação do local, embora a drenagem linfática com profissional recomendado pelo médico poderá ajudar e acelerar a recuperação no pós-operatório;
- Tentar não fazer esforço físico;
- Evitar a exposição solar nessa região por pelo menos 90 dias para garantir uma boa cicatrização e evitar manchas futuras.
- Evitar o cigarro pelo menos um mês antes da intervenção e nos dois meses seguintes à cirurgia, pois prejudica a microcirculação e compromete a cicatrização.
- Evitar o uso de lentes de contato nos primeiros 10 dias após a cirurgia.

O local de realização do procedimento demanda cuidados extras, em ambiente de bloco cirúrgico adequado e assistido por anestesiologista.

Consultas frequentes com um dermatologista devem ser feitas para que o profissional médico possa recomendar produtos com o poder de aumentar a firmeza da pele, visto que, com o passar do tempo, a flacidez pode voltar a ser um problema.

Os resultados do procedimento são, principalmente, a recuperação do conforto visual, melhorando o campo visual, e o resgate da autoestima, com uma aparência mais jovem e descansada.

fonte: Portal UAI e Saúd e Plena, escrita por Alexandre Meira

TIRE SUAS DÚVIDAS

Whatsapp: (16) 9 9797-4006 - para agendar consulta

(16) 9 9753-9139 - para tirar dúvidas

Whatsapp