Fórum discute no Rio técnicas de cirurgia plástica e reparadora

Imagem retirada de https://www.correiodobrasil.com.br/forum-discute-tecnicas-cirurgia-plastica-reparadora/
Imagem retirada de https://www.correiodobrasil.com.br/forum-discute-tecnicas-cirurgia-plastica-reparadora/

As técnicas mais recentes para o tratamento dos mais diversos tipos de feridas serão discutidas neste sábado (20) no 20º Fórum de Atualização sobre o assunto, no auditório do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle. Promovido pela Divisão de Cirurgia Plástica e Reparadora do Gaffrée e Guinle, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), o fórum é aberto a aberto profissionais e estudantes da área de saúde.

Segundo o chefe da divisão e presidente do Instituto Carlos Chagas, Ricardo Cavalcanti Ribeiro, o fórum vai discutir novas tecnologias e avanços no tratamento de feridas. O evento é gratuito e faz parte de uma programação de educação médica continuada promovida durante o ano inteiro pelo hospital universitário, em temas ligados à cirurgia plástica. “Isso é feitoo ano inteiro, sem custo para as pessoas que estão interessadas, porque é missão do hospital”, aftrmou Ribeiro.

Ele informou que serão apresentados no evento os protocolos para adoção da oxigenoterapia hiperbárica (OHB) no tratamento de feridas e se mostrará quando tal técnica deve ser indicada. A OHB é uma modalidade terapêutica na qual um paciente é submetido à inalação de oxigênio puro em uma pressão maior que a pressão atmosférica, dentro de uma câmara hermeticamente fechada com paredes rígidas, conhecida como câmara hiperbárica.

“Vamos discutir também enxerto de gordura, que é uma coisa superatual, como célula precursora, como célula tronco, e tem demonstrado ser muito eficaz para tratamento de feridas”, disse Ribeiro à Agência Brasil.

O fórum oferece 250 vagas, das quais 150 já foram preenchidas. “É uma demanda muito grande”, disse o médico, ressaltando que o fórum abrange tanto o paciente acamado, que está com escara, como a pessoa que está com um ferimento e tem dificuldade de saber qual o curativo correto. “Para os estudantes, isso é muito importante, porque eles já vão tomando contato”. De acordo com Ribeiro, o fórum é uma oportunidade para os profissionais se atualizarem e trocarem experiências.

Cirurgias em tempo real
Para o dia 31 de agosto, a Divisão de Cirurgia Plástica e Reparadora do Gaffrée e Guinle programou um fórum sobre mama, para outubro, um sobre cirurgia de mama, e para novembro, um sobre plástica de nariz. De acordo com Ribeiro, nos eventos previstos para outubro e novembro, o público médico poderá acompanhar ao vivo cirurgias que serão realizadas no hospital. “E tem também o streaming [transmissão contínua] em que o pessoal pode acompanhar [as cirurgias]. inclusive de fora do país.”

Segundo o médico, a frequência nos fóruns tem sido “muito boa”. Especialistas da Turquia,da  Alemanha, dos Estados Unidos e da Itália já participaram dos eventos nos quais fizeram demonstração de técnicas usadas em seus países. Atualmente, a Divisão de Cirurgia Plástica e Reparadora do hospital universitário tem alunos de todos os continentes, de 75 países, entre os quais, o Haiti, a República Dominicana, a Colômbia e o Chile.

O evento será moderado pelo ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e coordenador científico do Hospital da Plástica, Sérgio Carreirão.

fonte: EBC

TIRE SUAS DÚVIDAS

Fone: 16 3632-5534

Whatsapp: 16 9 9797-4006 - para agendar consulta

WhatsApp: 16 9 9605-4085 - para tirar dúvidas

Whatsapp