Qual o ambiente ideal para realizar procedimento estético ou cirurgia plástica?

Imagem: monkeybusiness, de envatoelements
Imagem: monkeybusiness, de envatoelements

Mas quando o paciente se sente realmente pronto para passar por algum procedimento, seja ele grande ou pequeno, como saber quais as condições adequadas do ambiente e se elas são ideais pra ele?

Primeiramente, é preciso entender que existem variações de complexidade nas cirurgias, que vão determinar os níveis de exigências do lugar de realização. Por exemplo, aplicação de botox pode ser feita no próprio consultório do médico, pois é procedimento minimamente invasivo. O consultório médico deverá ter alvará para este tipo de procedimento.

Outro aspecto importante é que as clínicas ou pequenos hospitais  devem ser equipados com infraestrutura moderna e que possuem autorização da secretaria municipal de Saúde para realizarem determinados procedimentos. Nesse caso, é importante questionar o seu médico cirurgião plástico se o local indicado por ele possui alvará para o seu tipo de cirurgia. Marque também uma visita antes e veja se é um ambiente limpo, organizado, bem equipado, com profissionais especialistas e bem formados e que te passe confiança.

E que esteja com suas documentações e alvarás dentro dos trâmites legais exigidos.

Em tempos de pandemia, principalmente, as clínicas têm sido uma boa opção por diminuirem contato com pacientes com outras doenças, reduzindo as chances de contato com o novo coronavírus. Porém, os hospitais mais diferenciados, como o Mater Dei, apresentam todo um preparo e divisão de fluxo de pacientes, fazendo com que os pacientes com sintomas respiratórios não cruzem com os outros pacientes, prevenindo o contágio por covid dentro do hospital.
 
Mas precisamos deixar claro que uma “clínica”, para estar habilitada para realizar um procedimento cirúrgico, deverá conter toda a estrutura para prevenir, diagnosticar e tratar imediatamente qualquer emergência médica durante a cirurgia e no pós operatório imediato. Portanto, mesmo que não tenha um CTI para que o paciente fique internado por mais dias, deve conter estrutura para tratar e estabilizar este paciente e de transferi-lo em condições já estáveis e adequadas.

Um consultório médico, muitas vezes também chamado de “clínica”, não é ambiente adequado para realizar procedimentos cirúrgicos como lipoaspiracao, rinoplastias e outros procedimentos ditos “mais simples”. Todos esses procedimentos deverão ser realizados em bloco cirúrgico adequado e com respaldo da vigilância sanitária, sempre sob supervisão de seu cirurgião plástico e de um anestesiologista, que irá supervisionar a anestesia e a estabilidade clínica do paciente no transcorrer da cirurgia e nos primeiros momentos após terminada a cirurgia. Tudo isto irá minimizar os riscos de complicações e aumentar as chances de solução adequada e imediata de problemas que possam ocorrer nestes momentos.

É importante reforçar que todo e qualquer procedimento médico, minimamente invasivo ou não, tem risco. O avanço tecnológico da plástica e a especialização profissional da área são considerados pontos positivos para a redução de riscos cirúrgicos, que correspondem a uma porcentagem mínima. Mas volto a reforçar que cada indivíduo é único e seu caso que deve ser avaliado individualmente pelo médico cirurgião plástico.

fonte: Portal UAI, escrita pelo Dr. Alexandre Meira

TIRE SUAS DÚVIDAS

(16) 9 9797-4006 - para agendar consulta

(16) 9 9753-9139 - para tirar dúvidas

Whatsapp