Rinoplastia supera lipoaspiração como procedimento estético mais procurado em 2020

Imagem: simbiothy, de envatoelements
Imagem: simbiothy, de envatoelements

Segundo dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica, o procedimento na estrutura nasal conhecido como rinoplastia desbancou a lipoaspiração como a cirurgia estética mais realizada no decorrer de 2020: a procura por um retoque no nariz chegou a ser mais que o dobro se comparada à lipo no Brasil. A notícia vem sem surpresa: a busca pelo termo 'rinoplastia' nas plataformas de pesquisa do Google teve aumento notável desde março, chegando a uma alta de 4.800% em julho, na esteira de famosos adeptos ao procedimento, como Kevinho e MC Rebecca.

Mas narizes célebres não foram o único motivo para o aumento no interesse. "Sem dúvida a pandemia foi um fator que influenciou muito na decisão das pessoas de fazer o procedimento", diz à GQ o Dr. Breno Knop, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. "A pandemia por si só já fez com que as pessoas prestassem mais atenção ao próprio corpo, ficando mais tempo em casa. Além do fato de muitas pessoas estarem em home office; isso fez com que pessoas tivessem mais tempo para se cuidar no pós-operatório sem se expor à sociedade".

Knop também atribui o fenômeno ao fato de que pessoas de um poder aquisitivo mais alto, que geralmente procuram cirurgias plásticas, passaram a não ter certos gastos habituais (sair para jantar ou fazer viagens). "[Essas pessoas] acabaram tendo uma reserva financeira que permitiu que elas gastassem com elas próprias", diz.

No caso específico da rinoplastia, cujo processo de recuperação envolve manchas no rosto e compressas mesmo alguns dias depois da retirada do gesso, outro elemento importante é até mais óbvio: a máscara. "Em momentos que você precisa se expor um pouco mais saindo de casa, você cobre a área que está operada", sugere o especialista.

A cirurgia não é só estética, mas pode ajudar em certos quadros de alterações nasais, sinusite e rinite, além de faturas e traumas que possam incidir na sáude respiratória. Por isso, o especialista aponta que raramente o homem procura a rinoplastia com um único objetivo em mente. "A motivação geralmente é estética, mas não se deixa de fazer a parte funcional junto, então a gente acaba associando os procedimentos", diz. "Acho que a união dos dois favoreceu a decisão dos homens. a gente não enxerga uma procura simples, só pela parte estética, ou só pela funcional", completa.

Vale lembrar: a rinoplastia é contra indicada em casos de anemia, hipertensão descontrolada e qualquer outra condição que coloque tanto a anestesia quanto a vida em jogo. Ela envolve alguns tecidos delicados, então repetidas alterações na região do nariz impoem riscos crescentes.

fonte: GQ

TIRE SUAS DÚVIDAS

(16) 9 9797-4006 - para agendar consulta

(16) 9 9753-9139 - para tirar dúvidas

Whatsapp